GENEALOGIA DA FAMÍLIA BORGES FORTES


 

Histórico da Família Borges Fortes


OS AÇORES


Brasão dos Açores


Ilhas dos Açores

OS FORTES

    "As Ilhas do Açores foram o viveiro fecundo que abasteceu o Brasil daquilo que ele mais precisava, população, quando nos meados do século XVIII, a conservação da Colônia do Sacramento impunha a urgência de desenvolver o Continente de São Pedro e Santa Catarina.
     Sendo proibida rigorosamente a entrada de súdito de outras nações nas terras do Brasil, repelidas até mesmo a sua aproximação, veio a caber, felizmente, aos açorianos o destino histórico de formar o lastro fundamental das famílias do Extremo Sul do Brasil.
Feliciano Velho Oldemberg contratou com a Corte de Lisboa transportar para a Ilha de Santa Catarina, até quatro mil casais que embarcariam nas ilhas do Arquipélago dos Açores, contrato firmado a 9 de agosto de 1747.

    Da Ilha de São Jorge desembarcaram os seis irmãos D'Águeda, eram eles filhos de João Teixeira D'Águeda e de Isabel Nunes. O nome de D'Águeda provém da corruptela de Der Haegen, ( Wilhelm Van Der Haegen), natural de Bruges, estado de
Flandres, (Bélgica), nascido no ano de 1435, falecendo no
Topo, com fama de grandes virtudes, no dia de São Tomé, 21 de dezembro de 1510, que daí foi povoar a Ilha do Corvo, passando depois à de São Jorge e que casou com  Margarida de Azambuja (Savóia), também existe referência como Marguerite de Savoie, Zabuya, Zambuja, (nascida no ano de 1439 em Bruges).
    Em 1470 Wilhelm  já havia fundado a freguesia do Topo e terminado a construção da Igreja N.S. do Rosário.

                                                                                                        
                                                                                             
Brasão de Wilhelm Van Der Haegen

   
No ano de 1760 os D'Águeda passaram a assinar "Fortes", iniciando-se assim o sobrenome que deu origem aos Borges Fortes que conhecemos atualmente. Fazia a família, parte de uma das últimas expedições desembarcadas na Ilha de Santa Catarina (1752) pois que, os casais que primeiro chegaram e que passaram ao Rio Grande, receberam logo suas datas de terras e fundaram os vários núcleos de povoação que ficam do Taquari para Leste, estabelecendo-se, a maioria,  em Viamão, atual Porto Alegre.

    A chegada dos D'Águedas deve ter sido posterior à publicação do Bando de 16 de janeiro de 1752, porque não se encontra menção de haverem recebido datas de terras e o seu nome aparece com avultada propriedade nas Pederneiras, em campos que foram adjudicados ao domínio português só depois do advento de Gomes Freire de Andrade ao Rio Grande".(1)

    O sobrenome composto, Borges Fortes, foi adotado pelos filhos de Antonio Gonçalves Borges com Joana Rosa Pereira Fortes.
    Joana Rosa Pereira Fortes era filha de João Pereira Fortes, filho de João Teixeira D´Águeda Filho, filho de João Teixeira D´Águeda, descendente de Wilhelm Van Der Haegen.
Clique aqui para ver ver a ascendência.
............................................................................................................................................
1=Borges Fortes, João - Cristóvão Pereira - A Família Fortes - Rio de Janeiro - 1931.

Clique aqui para outras informações sobre Van Der Haegen.
..

Please download Java(tm).     
Pôr-do-sol no Guaíba - Porto Alegre-RS
                                                                                                                                                                                                

Continua, clique no botão Nomes, abaixo.